Notícia - Notas
25/09/2014 - 13:43

Nota da Diretoria em desagravo a arbitragem Gaúcha

Federação Gaúcha de Futebol

A FEDERAÇÃO GAÚCHA DE FUTEBOL, na qualidade de entidade de administração do futebol gaúcho, vem em desagravo a arbitragem gaúcha manifestar-se acerca das infundadas denúncias envolvendo a arbitragem do Rio Grande do Sul  publicadas  no “site” voz do apito , notadamente  referindo-se a supostos fatos ocorridos na subsede (delegacia) da cidade de Caxias do Sul.  Por primeiro, as caluniosas acusações  de  pagamento de comissões para composição da escala de árbitros, assim como  obrigatoriedade de aquisição de rifas  e obrigatoriedade participação de partidas de competições  amadoras,  não encontram qualquer  indício ou prova  de veracidade. Ao contrário,  a FEDERAÇÃO GAÚCHA DE FUTEBOL, através da diligente CEAF, procedeu profunda investigação  que por fim prestou-se tão somente a confirmar a idoneidade das pessoas que comandam a arbitragem do RS, demonstrando novamente a total inconsistência e irresponsabilidade de parte do já citado “site” no tratamento dispensado a arbitragem do Rio Grande do Sul e seus componentes.

Impende  aqui  destacar que a arbitragem gaúcha, a par de ser nacionalmente reconhecida, quer por sua competência técnica, quer pela lisura e transparência em seus atos, não aceita ser  atacada  e acusada sem que haja qualquer indício ou prova  das acusações feitas. A irresponsabilidade do titular do citado “site” que embora seja de abrangência nacional, talvez por tais razões, não goze de qualquer credibilidade no tratamento da arbitragem.

Assim, mais uma vez a FEDERAÇÃO GÁUCHA DE FUTEBOL parabeniza  toda a arbitragem gaúcha, nas pessoas dos seus árbitros e assistentes, bem como em especial aos seus dirigentes que compõem a CEAF na pessoa de seu presidente LUIZ FERNANDO GOMES MOREIRA, que ao longo dos anos somente vem a confirmar o acerto na sua indicação  como presidente  , bem como de seus pares, que sobejamente tratam a arbitragem  com seriedade e competência.

Outrossim,  reiteramos  que a FGF está aberta a sugestões e críticas, cônscia  de suas atribuições em administrar o futebol do Rio Grande do Sul

Por fim, cumprimentamos o SAFERGS  como órgão  de classe  que bem traduz a importância e altivez da arbitragem do Rio Grande do Sul.      

                                                               Porto Alegre, 23 de Setembro de 2014.

 

                                                               Francisco Novelletto Neto

 

Fone: (51) 3214-6000