Notícia - Todas
18/05/2018 - 16:49
FGF celebra 100 anos com bolo de aniversário e iluminação especial

FGF 100 anos - Dia do aniversário

Os funcionários da Federação Gaúcha de Futebol reuniram-se na tarde do dia 18 de maio na recepção da sede da entidade para juntos celebrar os 100 anos com um bolo de aniversário. Em viagem, com agenda fora de Porto Alegre, o presidente Francisco Novelletto Neto manifestou-se oficialmente com nota em homenagem ao centenário da FGF (clique para ler).

Antes de cantar o tradicional “Parabéns a você” e cortar o bolo, o 1º vice-presidente, Luciano Hocsman, agradeceu o apoio dos funcionários que estavam ali presentes. “Essa história começou há 100 anos com um grupo de um pouco mais de 20 pessoas e hoje celebramos uma trajetória grandiosa e vocês são parte indissociável dela”, enfatizou Hocsman. Já o 2º vice-presidente, Nilo Job, fez uma referência especial ao Diretor de Departamento de Futebol Profissional Edir Quadros, há 51 anos funcionário da FGF. Edir Quadros teve a oportunidade de celebrar o cinquentenário da entidade e, agora, o centenário. 

FGF 100 anos - Iluminação da sede

Neste dia, a iluminação da sede também será especial em alusão à data. 

 
HISTÓRIA
 
No dia 18 de maio de 1918 aconteceu o primeiro Congresso de Futebol do Rio Grande Sul. Dirigentes do futebol, de diferentes cidades e clubes, reuniram-se na sede da revista "A Máscara" no Centro de Porto Alegre para unir os praticantes e organizar o campeonato estadual. A assembleia foi presidida por Francisco Simões Lopes, primeiro mandatário do Esporte Clube Pelotas. 
 
No encontro, estavam presentes Victor Rodrigues presidente do Esporte Clube Cruzeiro e representante do Esporte Clube Uruguaiana, Izoldo Leal pelo 14 de Julho de Santana do Livramento, Araújo Viana, através do Guarani de Cruz Alta, Francisco Simões Lopes trazendo a posição dos clubes de Pelotas e Bagé, Nestor Fontoura, pela Liga de Rio Grande; além dos dirigentes das equipes da Capital e região metropolitana Aurélio de Lima Py pelo Grêmio, Antenor Lemos pelo Internacional, José Revello e Washington Martins. 
 
Dessa reunião nasceu a Federação Rio-Grandense de Desporto (FRGD), reconhecida oficialmente pela Confederação Brasileira de Desportos no dia 10 de agosto desse mesmo ano. A primeira diretoria da Federação Gaúcha foi constituída por Aurélio de Lima Py como presidente,  Francisco Simões Lopes vice-presidente, tesoureiro Washington Martins e secretários Nestor Fontoura e Jose Revello. 
 
Em 1918 o Campeonato Estadual foi cancelado em virtude da febre espanhola que assolou o Rio Grande do Sul. Assim, a primeira edição do ocorreu em 1919 com a disputa em primeira etapa regional para depois disputa de final estadual. A partir de então o Campeonato Gaúcho aconteceu anualmente neste formato, com exceção dos anos de 1923 e 1924 em que não foi realizado em função da revolução de 23 e consequente instabilidade política a de vinda entre Maragatos e Chimangos.
 
Na década de 40 quando a profissionalização atingiu futebol, a FRGD foi sucedida pela Federação Rio-Grandense de Futebol, que só metade da década de 1960 ganhou a denominação atual Federação Gaúcha de Futebol. 
 
A partir de 1961 o Gauchão deixou de ser disputado de modo regionalizado para então acontecer unificado colocando frente a frente os principais clubes do Rio Grande do Sul. O futebol gaúcho conquistou o Brasil com a hegemonia do Internacional na década de 1970 e ganhou a América e o mundo com o Grêmio nos anos 80 e 90, além das conquistas nacionais. Outros clubes gaúchos nestes anos tiveram participação nas competições nacionais, a destacar o título da Copa do Brasil do Juventude. 
 
No novo século, foi a vez do Internacional conquistar o título da Copa Libertadores da América, duas vezes, e o Mundial da FIFA. Porto Alegre sediou em 2014 pela segunda vez uma Copa do Mundo e a Federação Gaúcha de Futebol mudou-se para sua nova sede. E, no ano que antecedeu seu centenário, a entidade do futebol do Rio Grande do Sul acompanhou novamente o Grêmio na conquista de sua terceira Copa Libertadores, após no ano anterior conquistar o pentacampeonato da Copa do Brasil. 
 
Em nível estadual, já são 98 edições do Gaúchão, com 45 títulos do Internacional, seguido pelo Grêmio com 37 títulos, Guarany de Bagé com dois títulos, além das conquistas de Brasil de Pelotas, Bagé, Americano, Cruzeiro, Pelotas, São Paulo, Farroupilha, Rio Grande, Grêmio Santanense, Rio-Grandense, Renner, Juventude, Caxias e Novo Hamburgo. Hoje, além da Série Especial, o campeonato gaúcho também é disputado nas Séries A2 - Divisão de Acesso e B - Segunda Divisão. 
 
Na categoria profissional, a FGF também organiza anualmente uma competição no segundo semestre do ano no formato de Copa, com fase classificatória entre os disputantes seguida de jogos mata-mata até a final. Também organiza competições estaduais de categoria de base e uma competição internacional Sub-20 no mês de dezembro e, a partir deste ano de 2018, organizará o campeonato gaúcho de futebol feminino.
PATROCINADORES

Telefone: (51) 3214-6000

Telefone: (51) 3214-6000