Notícia - Todas
24/05/2018 - 13:00
Mulheres no Futebol - Entrevista com Lara

Lara está em busca do recorde de embaixadinhas.

LARA QUER SUPERAR RECORDE DE EMBAIXADINHAS NO GUINNESS

Bater a marca do Guinness Book fazendo embaixadinhas é uma questão de pouco tempo para a gaúcha de Taquara, Lara Schuller. Na quinta-feira, dia 24, na Federação Gaúcha de Futebol, a partir das oito horas, acontece o evento para homologação das embaixadinhas - para oficializar o novo recorde, é necessário organizar um evento conforme as exigências do Guinness, com filmagem, dois cronômetros oficiais de atletismo e testemunhas. Com apenas 22 anos, Lara buscou apoiadores para sua causa, era comum vê-la pelos parques e praças de Porto Alegre fazendo malabarismos com a bola. Para Lara, o recorde atual a ser batido, de oito horas e 22 minutos, é o ponto mais fácil de sua jornada, até porque ela já fez embaixadinhas por mais de 12 horas.

O envolvimento de Lara com a bola vem de muito tempo. 'Eu comecei a fazer embaixadinhas com nove anos. Como moro no interior de Taquara não tinha com quem jogar futebol, minha paixão, então comecei a fazer balõezinhos, que era o que eu podia fazer sozinha. Com o tempo fui pegando o gosto por esta prática, aprimorando-a”, conta. Aos treze anos ela já fazia em média uma hora de embaixadinhas e, antes dos 16, fez 12 horas pela primeira vez, feito repetido em 2014 no Centro Estadual de Treinamento Esportivo – CETE, Porto Alegre.

A estratégia de Lara para arrecadar o dinheiro necessário para cumprir as exigências do livro dos recordes foi simples. Enquanto pratica nos parques da capital gaúcha, colocava um faixa que divulga o porquê de estar ali e uma caixa para doações. “Treino seis dias por semana, numa média de 20 horas de embaixadinhas no total. Faço treinamento funcional duas vezes por semana na academia Ultrafuncional.place de forma gratuita, além de fisioterapia preventiva em Taquara”, explica Lara que tem o apoio da preparadora física Suellen Ramos, do Internacional, de nutricionista e psicóloga, “esta última que tem sido muito importante para me ajudar a lidar com tantas horas fazendo embaixadinhas sem poder errar”.

Depois que realizar o sonho de oficializar o recorde no Guinness, Lara pretende voltar a estudar – ela concluiu o ensino médio há cinco anos – e jogar futebol. Afinal, foi a paixão pelo esporte que motivou a guria, lá atrás, a dominar a bola através das embaixadinhas.

Para acompanhar ao vivo confira no link: https://www.youtube.com/watch?v=4vcMVJJZj7A

 

Izabel Rachelle 

https://www.facebook.com/guriaboleira/ 

 

PATROCINADORES

Telefone: (51) 3214-6000

Telefone: (51) 3214-6000