São José
(3) 3 X 1 (4)
Santa Cruz
Troféu Ibsen Pinheiro 2020 > Final
  • Em jogo eletrizante, Santa Cruz vence nos pênaltis e conquista pela primeira vez a Copa FGF

    22 DEZ 2020 18:24:00


    Crédito: Matheus Pé/FGF TV

    Não faltou emoção, e nem gols, na grande final da Copa FGF - Troféu Ibsen Pinheiro. Após dois jogos com placares iguais (3 a 1), o Santa Cruz venceu nos pênaltis e, pela primeira vez na sua história centenária, levantou o caneco de uma competição estadual, conquistando a vaga inédita para a Copa do Brasil 2021.

    Quem pensou que a disputa tinha sido definida no primeiro jogo, com a vitória do Santa Cruz por 3 a 1 em cima do São José, no Estádio dos Plátanos, estava enganado. Nesta terça (22), no Estádio Francisco Novelletto Neto, o Zeca devolveu o placar da primeira partida, o que levou a decisão para os pênaltis. E, nas penalidades, o Galo venceu por 4 a 3, sagrando-se campeão.

    Zeca fez 2 a 0 ainda no primeiro tempo

    O Zeca começou avassalador. Disputando a sua oitava final da Copa FGF, o time de Porto Alegre dominou todo o primeiro tempo. Com 10 minutos, já tinha colocado uma bola na trave e, aos 13, aberto o placar com Kelvin. Depois de mais uma bola no travessão, Wagner ampliou aos 35 minutos, terminando com a vantagem do Galo.

    Na volta do intervalo, com apenas um minuto, o Zeca fez o terceiro gol, novamente com Kelvin. A vitória garantia o título para o time de China Balbino. Mas a festa durou pouco. Quatro minutos depois, após defesa de Fabio, a bola sobrou na pequena área para Fogaça completar de cabeça. Depois do gol, o time de Wiliam Campos passou a administrar a partida, tornando a disputa ainda mais nervosa. Teve princípio de confusão, lances cada vez mais disputados, mas o placar seguiu inalterado, confirmando a decisão por pênaltis.

    Galo foi mais eficiente nas penalidades

    Nas cobranças, o Santa Cruz se deu melhor. Venceu por 4 a 3, com gols de Jean Roberto, Thomaz, Vinicius e Jajá, e fez a festa no gramado do Estádio Francisco Novelletto Neto, em Porto Alegre. A conquista inédita coloca o time de Santa Cruz pela primeira vez na Copa do Brasil.


  • Árbitro
    Jean Pierre Goncalves Lima
    Árbitro Assistente 1
    Rafael da Silva Alves
    Árbitro Assistente 2
    Tiago Augusto Kappes Diel
    Quarto Árbitro
    Marcus Vinicius Goncalves Dos Santos
    Delegado Local
    Marcos Roberto Caduri de Almeida
    Técnico de Arbitragem
    Paulo Ricardo Silva Conceição
  • 1 FáBIO
    2 SAMUEL
    3 CLEITON
    4 BRUNO
    5 RAFAEL CASTRO
    6 MARCELO
    7 JULIANO
    8 CRYSTOPHER
    9 CLAUDIO
    10 WAGNER 35' do 1º tempo
    11 KELVIN 13' do 1º tempo 01' do 2º tempo
    RESERVAS
    12 VILLA
    13 WAGNER
    14 GABRIEL
    15 FABIANO
    16 JOAO
    17 ALEXANDRE
    18 VITOR JUNIOR
    1 FABIANO
    2 MARLON
    3 LEONARDO
    4 DAVID
    5 BEN HUR
    6 IVAN
    7 LAION
    8 ELIAS
    9 NENA
    10 JEAN
    11 JULIANO 05' do 2º tempo
    RESERVAS
    12 GUI
    13 ALLAN
    14 THOMAZ
    15 THIAGO
    16 JEFFERSON
    17 VINI
    99 JAJA
  • Tipo Visualizar
    Súmula
    Boletim Financeiro