Baú da Federação
Memória: Caxias e Grêmio decidiram 1º turno do Gauchão em 2011; relembre

22 FEV 2020 00:21:54


Crédito: Divulgação / Grêmio FBPA

Se a final da Taça Cel. Ewaldo Poeta for ao menos parecida com a decisão protagonizada por Grêmio e Caxias há nove anos, não faltará emoção até os instantes finais do confronto. Em 2011, tricolores e grenás duelaram pela Taça Piratini (1º turno do Campeonato Gaúcho) em uma partida eletrizante, com direito a gol aos 50 minutos da etapa complementar e disputa de pênaltis.

Diante de um público de 23.465 torcedores, a equipe da Serra chegou a colocar uma mão e meia no troféu de campeão após abrir vantagem em pleno Estádio Olímpico. Itaqui, aos 19 minutos da etapa inicial, inaugurou o marcador, e Gerley, 20 minutos depois, ampliou o placar para 2 a 0.

Vale caneco! Caxias e Grêmio decidem Taça Cel. Ewaldo Poeta no Centenário
Quem foi Ewaldo Poeta, o dirigente que dá nome ao 1º turno do Gauchão 2020

Anfitrião da noite, o clube da Capital não se abateu e conseguiu descontar com Willian Magrão, aos 43 do primeiro tempo. O gol dos donos da casa freou o ímpeto caxiense, que passou a ter como estratégia a aposta nos contra-ataques.

A insistência gremista se converteu em bola na rede somente quando o relógio já contabilizava cinco dos oito minutos acrescidos ao tempo regulamentar. Coube ao zagueiro Rafael Marques fazer as vezes de centroavante e recolocar a igualdade no placar.

Na disputa de penalidades, brilhou a estrela de Victor. O goleiro gremista defendeu duas cobranças e foi decisivo para o Grêmio garantir o título da Taça Piratini.

Ficha Técnica:

Grêmio (4) 2x2 (1) Caxias

Data: 09.03.2011

Local: Estádio Olímpico Monumental, em Porto Alegre

Arbitragem: Márcio Chagas da Silva, auxiliado por Altemir Hausmann e Júlio Cesar Rodrigues dos Santos

Grêmio: Victor; Gabriel, Rafael Marques, Rodolfo e Gilson (Lúcio); Fábio Rochemback, Willian Magrão, Carlos Alberto (Bruno Collaço) e Douglas; Borges e André Lima (Diego Clementino). Técnico: Renato Portaluppi

Caxias: André Sangalli; Alisson, Edson Rocha (Neto), Marcelo Ramos e Gerley; Marcos Rogério, Itaqui (Diogo), Edenilson e Dê; Everton e Lima (Pedro Henrique). Técnico: Lisca

Cartões amarelos: Willian Magrão, Rodolfo, Douglas e André Lima (Grêmio); Alisson, Edenílson, Marcos Rogério, Edson Rocha, Everton e André Sangalli (Caxias)

Cartões vermelhos: Rodolfo e André Lima (Grêmio); Marcelo Ramos (Caxias)

Gols: Itaqui, aos 19 minutos do 1º tempo, e Gerley, aos 39 minutos do 1º tempo; Willian Magrão, aos 43 minutos do 1º tempo, e Rafael Marques, aos 50 minutos do 2º tempo